Visando identificar problemas que ainda não foram solucionados de forma satisfatória no mercado e desenvolver produtos e serviços inovadores que atendam às necessidades do povo maranhense, o professor e pesquisador Luciano Muniz, o analista de inovação da Agência Marandu e mestrando em Propriedade Intelectual e Transferência de Inovação, Márcio Tavares, as doutoras em agronomia Bruna Penha Costa e Ilka Cantanhêde (IFMA) criaram na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), a Startup MACarbon na área das ciências agrárias.

Como uma empresa jovem e inovadora, acoplada a um modelo de negócio escalável e repetitivo, que busca soluções para problemas reais da sociedade, a MACarbon surgiu como uma iniciativa estratégica para impulsionar o ecossistema de inovação e empreendedorismo no estado, por meio da transferência de tecnologia oriunda de pesquisas aplicadas, realizadas nos laboratórios da Uema.

                                                 

De acordo com o cofundador da empresa, professor Luciano Muniz, esta iniciativa será de grande importância técnico-científica para os estudantes da Uema no que concerne ao fomento à cultura do empreendedorismo, o aprimoramento da formação acadêmica, a criação de oportunidades de pesquisa e desenvolvimento e o fortalecimento da relação entre a universidade e o mercado, e, ainda, impulsionará o agricultor no acesso às novas tecnologias e soluções inovadoras, o aumento da produtividade e da renda, bem como a melhoria da qualidade de vida e promoção da sustentabilidade.  “Fundamos a MACarbon, uma Hard Sciense oriunda de pesquisa aplicada, que realiza projetos para crédito de carbono em propriedades rurais que adota a tecnologia ILPF para a recuperação de pastagens degradadas e atende a ODS 13”, ressalta Luciano.

                                                 

O professor esclarece que, dentro de suas expertises, a Startup MACarbon é inovadora e impulsiona a agricultura sustentável no Maranhão, ao oferecer pagamento pelos serviços ambientais para o produtor, por meio da adoção das tecnologias ABC (Agricultura de Baixo Carbono). Segundo ele, isso não só fortalece a sustentabilidade no estado, mas também combate as mudanças climáticas, reduzindo emissões de gases estufa oriundos da agropecuária. “A previsão é que para o Maranhão, até 2031, serão necessários 7,7 milhões de hectares de pastagens cultivadas com manejo e em sistemas integrados para alimentar a pecuária maranhense” (UFMG, 2015).

A MACarbon já possui a metodologia baseado na VERRA para pesquisas dos estoques e das taxas de sequestro de carbono no solo e na biomassa dos manguezais maranhenses. O Maranhão e o Pará possuem juntos a maior área contínua de manguezais do mundo e é no Maranhão onde estão 46% das áreas de mangue de todo o Brasil, seguido do Pará (28%) e do Amapá (16%).

                                                 

Startup é uma empresa jovem e inovadora, focada em criar um modelo de negócio escalável, oferecendo soluções para desafios específicos. Embora muitas vezes ligada ao setor digital e tecnológico, pode representar qualquer empreendimento inovador.

O termo surgiu nos anos 90, e começou a ser usado para se referir às empresas de tecnologia que nasceram no Vale do Silício, uma região da Califórnia famosa por conter muitos negócios desse tipo.

 

Por Alcindo Barros

DEIXE UMA RESPOSTA