Especialista explica os benefícios dessa inovação e como as empresas podem progredir com ferramentas de gestão e automatização de workflows.

A crescente onda de transformação digital tem revolucionado a maneira como as empresas gerenciam seus recursos humanos (RH). Nesse cenário de mudanças rápidas e constantes, as plataformas automatização de processos, também conhecidas por BPM, emergem como ferramentas essenciais para otimizar a gestão de pessoas e impulsionar a eficiência operacional das organizações.

Para se ter uma ideia do papel importante que as ferramentas de trabalho têm no desempenho dos colaboradores, de acordo com uma pesquisa realizada pela Gartner, cerca de 47% deles têm dificuldades para encontrar informações ou dados necessários para realizar seu trabalho de maneira eficaz. Além disso, uma pessoa que trabalha em escritório usa, em média, 11 aplicativos para realizar suas atividades diariamente.

Segundo Rodrigo Vaca, CMO do Qntrl, a adoção e integração de plataformas de automatização de processos nas operações de RH representam um desafio significativo para as empresas. “A complexidade dos processos existentes, juntamente com a resistência à mudança por parte dos funcionários, são alguns dos obstáculos enfrentados durante esse processo. No entanto, as empresas que conseguem superar esses desafios colhem os benefícios de uma maior automação, integração de dados e colaboração entre equipes”, complementa.

Essas plataformas estão transformando a maneira como o RH gerencia talentos, desde a aquisição até o desenvolvimento e retenção de funcionários. Ao oferecer insights acionáveis sobre o desempenho e a satisfação dos colaboradores, as empresas podem tomar decisões mais informadas e estratégicas. Os profissionais de RH e as equipes, por sua vez, percebem benefícios como maior agilidade, eficiência e capacidade de adaptação às necessidades em constante mudança do mercado de trabalho.

“A automatização de tarefas rotineiras e repetitivas do RH é uma das principais vantagens das plataformas de automatização de processos. Ao liberar os profissionais de RH dessas atividades operacionais, as empresas podem direcionar seus esforços para atividades estratégicas, resultando em uma melhoria tangível na eficiência operacional e na redução de custos”, afirma Vaca.

As preocupações em torno da segurança e privacidade dos dados dos funcionários são legítimas e devem ser tratadas com seriedade pelas empresas. Implementar medidas rigorosas de segurança e conformidade com regulamentações de proteção de dados é essencial para mitigar esses riscos e garantir a confiança dos colaboradores.

A introdução de plataformas de automatização do fluxo de trabalho está impactando a cultura organizacional das empresas, promovendo uma maior colaboração, transparência e agilidade. Estratégias eficazes de comunicação e treinamento são fundamentais para garantir a adoção e aceitação dessas tecnologias pelos funcionários.

Perspectivas Futuras: Rumo à Inovação Contínua

“O futuro das plataformas de BPM no contexto do RH é promissor, com tendências emergentes como inteligência artificial, análise preditiva e experiência do usuário se destacando como áreas de inovação que moldarão sua evolução. À medida que as empresas continuam a investir em tecnologias de RH, espera-se uma transformação ainda maior na forma como gerenciam seus talentos e impulsionam o sucesso organizacional”, conta o CMO.

Por fim, Rodrigo explica que esta transformação digital representa uma oportunidade para as empresas que buscam se manterem competitivas em um mercado em constante evolução, colocando a gestão de pessoas no centro de suas estratégias de negócios.

DEIXE UMA RESPOSTA