Estudo revela as preferências dos consumidores brasileiros nas compras pela internet

 

No início da pandemia, com o lockdown por todo o Brasil e a impossibilidade de comprar em lojas físicas, a única opção dos consumidores brasileiros era o canal de compras das lojas virtuais. Com isso, os e-commerce tiveram um aumento de 68% nas vendas.

A surpresa veio mesmo após a reabertura das lojas físicas, em que o volume de vendas online não caiu, pelo contrário, a expectava é que neste ano de 2022 elas tenham um aumento de 132% em comparação com o período antes da pandemia.

É o que revela um estudo realizado pela plataforma CupomValido.com.br e Statista sobre o consumo online no Brasil.

A grande maioria das lojas foram beneficiadas por esta migração, porém a categoria de Informática/Telefonia foi a que se mostrou com um maior volume de vendas (42,7%).

Apesar do forte crescimento, as vendas online representam 9,6% do volume de vendas totais – o que mostra que as vendas pela internet possuem um potencial de crescer ainda mais nos próximos anos.

Confira o ranking das 20 lojas mais acessadas pelos brasileiros:

 

 

Lojas virtuais mais acessadas

Segundo a pesquisa, a empresa argentina Mercado Livre, é a loja virtual que os brasileiros mais visitam, com mais de 241 milhões de acessos por mês. Em segundo lugar fica a Americanas (108 milhões), seguido da Amazon Brasil (97 milhões) e Magazine Luiza (88 milhões).

Com pouco mais de 3 anos no Brasil, a Shopee fica em quinto lugar, com 76 milhões de acessos. A Casas Bahia (59 milhões) e Aliexpress (43 milhões), estão em sexta e sétima posição, respectivamente.

Por fim, concluindo o top 10, estão a Netshoes (32 milhões), 123 milhas (25 milhões) e Samsung (24 milhões).

 

 

Perfil do consumidor brasileiro

No Brasil existem cerca de 46 milhões de consumidores online, que realizaram mais de 379 milhões de pedidos, somente no ano de 2021.

Em média, o valor das compras é de R$455, e o Sudeste é a região que concentra a maior quantidade das compras online – 62,3% do total.

A faixa etária que mais consome é dos 36-50 anos (34,9%), seguido dos 26-35 anos (32,1%). Ao levar em consideração o gênero, as mulheres realizaram 58,9% dos pedidos.

O método de pagamento preferido dos brasileiros ainda é o cartão de crédito com 69,7%, seguido do boleto com 16,9%. O PIX teve um forte crescimento, porém ainda representa 2,3% do total.

 

FonteStatista e CupomValido.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA