Desde que entrou para a prefeitura de Balsas, o gestor, considerado pela população como o mais eficiente em mais de 30 anos, não para de inaugurar e reinaugurar obras no município.

A última aconteceu nesta segunda-feira com a reinauguração da Escola Municipal Agostinho Neves, no bairro Bacaba, com médio de 550 alunos, vespertino e matutino, do 1º ao 9º ano, quando aconteceu a entrega diante de centenas de estudantes, funcionários, autoridades e populares. O prédio foi totalmente reformado, ampliado e climatizado pela empresa Ascom, que também teve a preocupação com a drenagem, já que antes, com as chuvas virava “piscinão”, tanta no pátio quanto nas salas, segundo as professores.

Dr. Erik Augusto ressaltou que não foi somente um sonho realizado para a região da Bacaba, mas uma grande conquista, “porque antes estavam em condições indignas e hoje os alunos terão tranquilidade em aprender e os profissionais terão melhores condições de ensinar”. Disse o prefeito.

Para a diretora Adriana Rodrigues Rocha de Araújo, há 05 na escola, “era uma escola em estado totalmente desumano e não era um ambiente propício para aprendizagem”. A diretora descreveu os sacrifícios que enfrentavam, como “salas escuras, não havia água potável para consumo, quando chovia entrava águas nas salas, o pátio virava piscina. Ou seja, espaço que não ajudava a desenvolver os alunos”. Confessou a diretora.

Também durante a cerimônia de entrega do prédio, com total acessibilidade para cadeirantes, uma cadeira de rodas moderna e aconchegante foi doada por uma instituição para que a escola possa usá-la em caso de necessidades. Além disso, a escola ganhou também um refeitório coberto com telhado de zinco mas forrado com tela de manta isolante de calor e um palco para apresentações.

A professora Joanice da Silva Pires (Preta), com 38 anos na educação, filha do homenageado nome da escola agradeceu ao prefeito pela reforma e doou à entidade foto de seu para Agostinho Neves, conhecido como “seu Canário”, pelos mais antigos.

Preta reafirmou o carinho recebido e disse que “hoje só temos que agradecer a esta gestão e a palavra gratidão é nosso tema”. A professora disse que oram muitos dias de sofrimento dentro da escola, “mas é como disse o gestor: ‘é com paciência’ e hoje estamos aqui com o que queríamos para nosso bairro, uma bela escola”.

DEIXE UMA RESPOSTA