UNICEF convida municípios do Maranhão a assumir o compromisso de priorizar crianças e adolescentes

    0
    317

    Municípios tem até 08 de agosto para aderir ao Selo UNICEF – Edição 2021-2024, iniciativa em que UNICEF e seus parceiros apoiam a gestão municipal na garantia dos direitos de crianças e adolescentes

    O UNICEF convida os municípios do Maranhão a aderir à edição 2021-2024 do Selo UNICEF, e assumir o compromisso de colocar os direitos de crianças e adolescentes como prioridade da gestão municipal. A adesão pode ser feita no site selounicef.org.br até 08 de agosto.

    “O Selo UNICEF é uma iniciativa do UNICEF para estimular e reconhecer avanços reais e positivos na promoção, realização e garantia dos direitos de crianças e adolescentes em municípios do Semiárido e da Amazônia Legal brasileira”, explica Florence Bauer, representante do UNICEF no Brasil. “Ao aderir ao Selo UNICEF, o município assume o compromisso de manter a agenda de suas políticas públicas pela infância e adolescência como prioridade”.

    Com a adesão à iniciativa, os municípios passam a ser acompanhados pela equipe do UNICEF e de seus parceiros implementadores a partir da avaliação, monitoramento e o suporte técnico para apoiar a realização de ações que visam melhorar a vida de crianças e adolescentes nos municípios. Ao longo de quatro anos, as gestões municipais terão acesso a formações, conteúdos programáticos, acompanhamento de seus indicadores e de planos de ação. Nesta edição, o suporte técnico ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 para reduzir o impacto na vida de meninas, meninos e suas famílias será uma prioridade.

    O lançamento da edição 2021-2024 do Selo UNICEF acontece às 10h de terça-feira, 15 de junho, no Youtube do UNICEF Brasil . No evento, celebridades e representantes de diversos setores explicam o impacto do Selo UNICEF na garantia dos direitos de meninas e meninos, e convidam municípios a assumir esse compromisso.

    Resultados da edição anterior do Selo UNICEF

    A Edição 2017-2020 do Selo UNICEF contou com a adesão espontânea de 1.924 municípios de 18 estados da Amazônia Legal brasileira e do Semiárido, que se comprometeram a priorizar crianças e adolescentes nas políticas públicas, com metas e indicadores claros. Desses, 473 municípios foram certificados.

    No Maranhão, foram 56 municípios certificados. Eles se destacaram ao ampliar o acesso de crianças ao registro de nascimento no primeiro ano de vida. De 2016 a 2018 (último dado disponível), enquanto, no Brasil, o acesso a esse registro cresceu 0,62%, no Maranhão o aumentou foi de 2% e, nos municípios certificados com o Selo UNICEF nesse estado, o aumento foi de 3%.

    Os municípios certificados com o Selo UNICEF no Maranhão avançaram mais na garantia do direito de mulheres e bebês ao pré-natal do que a média do País. De 2016 a 2018 (último dado disponível), o percentual de mulheres com acesso a sete consultas de pré-natal no Brasil cresceu 4,6%. No Maranhão o aumentou foi de 13% e, nos municípios certificados com o Selo UNICEF neste estado, o aumento foi de 15%.

    Estar na escola, aprendendo, é essencial para meninas e meninos. No Maranhão, 97% dos munícipios participantes do Selo UNICEF implementaram a estratégia Busca Ativa Escolar , indo atrás de cada criança e adolescente que estava fora da escola e tomando as medidas necessárias para a rematrícula e a aprendizagem.

    Confira os resultados dos municípios do Maranhão no Selo UNICEF:

    DEIXE UMA RESPOSTA