Por que você não deve pular refeições? Nutricionista faz recomendações

    0
    235
    Foto: Reprodução

    Especialista ressalta que hábito pode levar a deficiências nutricionais, enfraquecimento do sistema imunológico e comprometimento da saúde em geral.

    Pular refeições é uma prática que pode ter consequências prejudiciais para a saúde humana. Existem diversos motivos pelos quais devemos evitar essa prática e cuidar da alimentação de maneira regular e equilibrada.

    Em primeiro lugar, quando pulamos uma refeição, deixamos de fornecer ao nosso corpo os nutrientes essenciais para seu bom funcionamento. Deixamos de aproveitar oportunidades para obter vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras necessárias para o funcionamento adequado do organismo. A falta desses nutrientes pode levar a deficiências nutricionais, enfraquecimento do sistema imunológico e comprometimento da saúde em geral.

    Além disso, essa prática pode resultar em desequilíbrios no metabolismo. Quando passamos muito tempo sem comer, o corpo entra em um estado de privação de nutrientes. Isso faz com que o organismo desacelere o metabolismo para conservar energia e garantir sua sobrevivência. Como resultado, a queima de calorias pode diminuir, tornando mais difícil o controle de peso e podendo levar ao ganho de peso a longo prazo. Outro risco do jejum prolongado é perda massa muscular ao invés de massa gorda, levando à riscos, principalmente no processo de envelhecimento.

    O jejum intermitente pode até ser uma estratégia para perda de peso, mas não apresenta os mesmos resultados para todas as pessoas. Para que essa estratégia possa ser utilizada a pessoa deve ser avaliada por um profissional capacitado, que poderá recomendar ou não essa estratégia e deverá ser acompanhada por esse profissional para evitar prejuízos à saúde.

    De acordo com a professora de Nutrição da Faculdade Pitágoras Bacabal, Silvana Figueredo, outro problema decorrente de pular refeições é o descontrole na ingestão de alimentos nas refeições subsequentes. “As refeições fornecem nutrientes e energia necessária para o funcionamento adequado do seu corpo. Quando essa rotina não é respeitada, o organismo pode ficar privado desses nutrientes importantes, além de ter o metabolismo e ter aumento da fome que pode tendenciar a escolhas alimentares erradas e pouco saudáveis”, aponta a nutricionista.

    Confira abaixo algumas estratégias listadas pela docente que podem ajudar a possuir um ciclo de alimentação constante, mesmo possuindo uma rotina agitada:

    Planejamento e preparação: Reserve um tempo no final de semana ou em um momento mais tranquilo para planejar suas refeições e preparar alimentos saudáveis. Isso pode incluir cozinhar em lotes e armazená-las em recipientes adequados para fácil acesso ao longo da semana. Ter refeições prontas ou ingredientes pré-preparados facilita o processo de alimentação regular durante o dia.

    Lanches saudáveis: Tenha sempre opções de lanches saudáveis, como frutas, oleaginosas, iogurte, barras de cereais integrais ou vegetais cortados em porções. Esses alimentos podem ser facilmente transportados e consumidos em momentos de pausa durante o dia, ajudando a evitar longos períodos sem comer.

    Agende horários fixos para as refeições: Mesmo que seu dia esteja cheio, tente estabelecer horários fixos para suas refeições principais. Determine momentos específicos para o café da manhã, almoço e jantar e tente segui-los sempre que possível. Isso ajudará a regularizar seu sistema digestivo e fornecerá uma estrutura para sua rotina alimentar.

    Faça pausas para comer: Mesmo que você esteja ocupado, é importante reservar um tempo para fazer uma pausa e se concentrar em suas refeições. Evite comer enquanto trabalha ou realiza outras atividades. Dedique um momento para saborear e apreciar sua comida, permitindo que seu corpo e mente se concentrem na alimentação adequada.

    Esteja preparado fora de casa: Se você estiver fora de casa durante o dia, leve consigo uma lancheira ou bolsa térmica com alimentos nutritivos. Isso pode incluir uma salada, sanduíches saudáveis, frutas frescas, iogurte ou alimentos que você tenha preparado antecipadamente. Ter opções saudáveis ​​à disposição evitará que você recorra a alimentos ultraprocessados ou lanches pouco nutritivos quando estiver com fome.

    Mantenha-se hidratado: Lembre-se de beber água ao longo do dia. A desidratação pode muitas vezes ser confundida com a sensação de fome. Tenha uma garrafa de água com você e faça pausas regulares para se hidratar. Isso também ajudará a controlar o apetite e manter uma rotina alimentar mais equilibrada.

    Priorize a alimentação saudável: Mesmo com um dia agitado, esforce-se para escolher alimentos saudáveis e nutritivos sempre que possível. Opte por refeições balanceadas, ricas em vegetais, proteínas magras, grãos integrais e gorduras saudáveis. Evite alimentos processados, ricos em açúcar e gorduras saturadas, que podem comprometer sua saúde a longo prazo.

    DEIXE UMA RESPOSTA