CNBB Regional Norte 2 Realiza Assembleia de Pastoral

    0
    255

    Nos dias 25 e 26 de agosto, os bispos, os coordenadores diocesanos de pastoral e as coordenações regionais de pastorais e organismos encontraram-se para a realização da Assembleia Regional de Pastoral 2021. O evento foi realizado em formato híbrido, com os bispos reunidos na casa Monte Tabor, em Icoaraci, e os coordenadores via plataforma Zoom.

    O tema da Assembleia foi “Igreja Sinodal na Querida Amazônia”, apontando para duas realidades: a recepção do Sínodo para a Amazônia e a preparação para o sínodo 2023 que tratará da sinodalidade.

    Na manhã do primeiro dia (25), houve a apresentação, por parte das igrejas particulares e das pastorais e organismos regionais, das ações de implantação das conclusões do Sínodo Amazônico. No período da tarde, os participantes puderam se manifestar em plenária sobre quais das experiências apresentadas pela manhã o regional precisa priorizar e por que. Os captadores recolheram estas manifestações, elaborando uma síntese a ser apresentada no dia seguinte.

    O segundo dia (26) foi dedicado à definição do Plano Pastoral Regional 2021-2023 a partir do eu foi apontado no dia anterior. O Plano Pastoral ficou organizado em quatro eixos, seguindo os pilares das Diretrizes Nacionais: Palavra, Pão, Caridade e Ação Missionária.

    No eixo da Palavra, foram assumidas como prioridade a Iniciação à Vida Cristã inculturada e a formação permanente. Dentre as ações assumidas estão: o investimento de esforços nas crianças, nos adolescentes, na juventude e nas famílias; a animação vocacional permanente das comunidades e o resgate das semanas formativas.

    O eixo do Pão assumiu como prioridades: Comunhão e Sinodalidade; Ministérios leigos e ordenados para a Amazônia; Liturgia inculturada e encarnada e Ecologia integral. Como ações assumidas, estão: a formação de ministros leigos do Batismo; da Catequese; Extraordinários da Comunhão; da Palavra; da Casa Comum; de Exéquias e do Matrimônio, investindo no protagonismo das mulheres; formar presbíteros em contato com a realidade do povo; promover a defesa da Casa Comum.

    No eixo da Caridade, as prioridades são: Caridade organizada, Justiça e Paz e Pastoral da Escuta. Dentre as ações assumidas, estão: apoiar e fortalecer práticas e experiências socioeconômicas a partir da economia solidária e da agroecologia; Promover o trabalho da Comissão Justiça e Paz; Inserir-se nos Conselhos Paritários e preparar agentes para escutar pessoas que precisam ser ouvidas e orientadas.

    Por fim, no eixo da Ação Missionária, as prioridades são: os meios de comunicação; Igreja em saída; Educação e o Programa Missionário Nacional. Como ações assumidas, estão: Investir no trabalho da Pascom; Fazer-se presente nas periferias, ocupações e assentamentos; Solidariedade missionária entre as igrejas particulares; Assumir o Pacto Educativo Global e formar e animar os Conselhos Missionários nas diversas instâncias.

    O Plano de Pastoral irá vigorar pelos próximos dois anos, guiando as ações da CNBB Regional Norte II, das Igrejas Particulares que a compõem e das pastorais e organismos.

    DEIXE UMA RESPOSTA