Balsas registra mais 258 mil atendimentos em três anos no Centro de Hemodiálise de

    0
    507

    A assistência a pacientes renais crônicos no Centro de Hemodiálise de Balsas alcança a população de 13 municípios da região sul do Maranhão. Entregue em março de 2021, o serviço da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) fez 258.862 atendimentos em três anos. O Centro funciona em espaço anexo ao Hospital Regional de Balsas.

    O Centro de Hemodiálise de Balsas dispõe de estrutura completa e equipe multiprofissional. São 14 poltronas de diálise em funcionamento de segunda a sábado, em três turnos. Em três anos de funcionamento, dos 258.862 atendimentos, 4.738 são consultas médicas, 97.034 consultas multidisciplinares, 50.882 serviços de apoio e diagnóstico, 33.237 serviços de terapia renal substitutiva e 72.971 procedimentos de enfermagem.

    A diretora do Centro de Hemodiálise de Balsas, Maristela Campos, enfatizou a importância da unidade para a comunidade local. “Nosso compromisso com a excelência no atendimento aos pacientes renais crônicos acompanha a preocupação do governador Carlos Brandão em garantir saúde para todos. O Centro de Hemodiálise de Balsas não só proporciona tratamento de alta qualidade, mas também oferece conforto e apoio aos nossos pacientes, tornando-se uma referência na região sul do estado do Maranhão. No último mês, recebemos mais quatro máquinas de diálise que ampliou o atendimento nos três turnos”, pontou.

    A doença renal crônica é uma condição séria que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Para os pacientes com essa condição, a hemodiálise é muitas vezes a única opção de tratamento viável e funciona como um rim artificial, removendo os resíduos e o excesso de fluidos do sangue, ajudando assim a manter o equilíbrio químico adequado no corpo.

    A paciente Maria de Jesus Rocha dos Santos, de 27 anos, da cidade de Fortaleza dos Nogueiras, faz o tratamento na unidade de saúde há dois anos. “Aqui o atendimento é muito bom, todos os profissionais nos atendem muito bem, toda a equipe”, agradeceu.

    Reconhecimento de quem também se sente acolhida, como a paciente Maria Zuleide Santos da Silva, de 59 anos, atendida há um ano no centro de hemodiálise. “O atendimento é ótimo, me sinto muito bem cuidada pelas meninas aqui da hemodiálise”, disse.

     

    Fonte: DSM

    DEIXE UMA RESPOSTA