Azeite Virgem, Extravirgem, Refinado ou Trufado: Você sabe qual usar durante o preparo dos alimentos?

    0
    310

    A nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil desmistifica o uso dos azeites na cozinha e ensina como utilizá-los de forma correta

     

    Presente na maioria dos lares brasileiros, o azeite é um dos condimentos mais utilizados durante o preparo dos alimentos na cozinha, devido a sua versatilidade. Porém, sabia que existem diferentes tipos do óleo e que cada um é indicado para preparos diversificados? A nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil, Jaqueline Lopes, desmitifica o uso do produto e indica para quais azeites são ideais para determinadas receitas e modo de preparo.

    “O azeite é rico em vitamina E, proporcionando a redução de inflamação no corpo por ser um anti-inflamatório natural, traz benefícios para a saúde cardiovascular e é antioxidante. O produto, que é produzido a partir das azeitonas, pode ser diferenciado pela cor, sabor, textura e aroma. O óleo é fundamental na cozinha, pois permite evidenciar sabores dos ingredientes, se usado a versão correta de acordo com cada tipo de cozimento”, comenta Jaqueline.

    Azeite Refinado

    Facilmente encontrado em mercados, o azeite refinado é indicado para ser usado como ingrediente para grelhados, fritos e refogados. Devido ao seu processo de fabricação, passando por um refinamento, o produto conta com mais acidez sendo ideal para estes tipos de preparos. Além disso, este óleo sofre menos alterações em altas temperaturas.

    Azeite Virgem

    É um dos óleos mais puros. Isso porque a produção do azeite virgem mantém as propriedades nutricionais e características encontradas nas azeitonas. Ele é indicado para temperar pratos quentes e refogados, sendo um dos mais apropriados para cozinhar, pois também preserva as mesmas qualidades em altas temperaturas. Mesmo com uma certa acidez, em contato com o calor o aroma é marcante, além de possuir também um sabor mais adocicado.

    Azeita Extravirgem

    Considerado o mais nobre dentre os demais tipos de azeites, o extravirgem é feito a partir de azeitonas selecionadas e conta com uma extração que garante todas as propriedades originais, mantendo uma baixa acidez. O óleo extravirgem é indicado para consumir com pratos frios, ou seja, in natura, sendo excelente para saladas. Além disso, o ingrediente também pode ser usado em pratos quentes, menos em frituras ou em altas temperaturas, podendo comprometer as propriedades nutricionais.

    Azeite Especial (Azeite Trufado)

    Este último surgiu após a popularização dos azeites. Neste tipo são adicionadas especiarias, como trufas, que o tornam mais encorpado. O ingrediente é ideal para preparo de pratos mais refinados, por exemplo os que levam cogumelos e ovos. O azeite trufado deve ser usado somente para finalização de receitas, pois em contato com altas temperaturas, ele perde o sabor das trufas.

     

    “Para uso no dia a dia, indico os azeites virgem e o extravirgem, sendo estes os mais apropriados para preparos de saladas. Já para ocasiões especiais, o azeite trufado é o ideal, mas é importante lembrar da harmonização para não destoar muito o sabor da receita”, finaliza Lopes.

    DEIXE UMA RESPOSTA